Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Serviços        Esporte        Educação       
Principal - Artigos - Klauber Cristofen Pires: Ódio chapa-branca?


Artigos



Ódio chapa-branca?

Por Klauber Cristofen Pires

Li hoje na Folha o artigo de Gregorio Duvivier, Ódio Chapa-Branca, no qual o autor convida os brasileiros a fazerem um mea culpa de si mesmos pelas mazelas do nosso país que costumam atribuir aos outros.

Paradoxalmente, ele mesmo não faz em seu texto nenhum ato de penitência pessoal, senão que repete aquilo que alega denunciar. Pode?

Porém, não lhe basta ser hipócrita e contraditório:   Sequestra para si a posição de bom brasileiro e impõe as condições de resgate a quem quiser se redimir: parar de comer carne, de andar de carro, reciclar o lixo, não receber como pessoa jurídica e lembrar-se de quem votou como vereador....
Deixar de comer carne e de usar meu carro? Só vou fazer isto quando o Brasil enfim se solidificar como uma nação socialista... Entenderam o que eu quis dizer? ;)

Reciclar o lixo? Quando eu for pago pra isto, eu faço. Até lá, contentem-se com do jeito que está porque eu pago caro para o retirarem da porta da minha casa, e não estou a fim de trabalhar de graça.

Além disso, me socorram: Por que alguém que abre um negócio por meio de pessoa jurídica, atendendo às leis do país, deve receber de outra forma?

Por último, eu realmente não me lembro de quem votei em vereador, e tampouco para deputado estadual ou federal, porque o voto no Brasil, sendo proporcional, não possui representatividade nenhuma, o que se agrava com o fato de que as receitas tributárias estão concentradas em mais de 80% em poder da União. Então, o vereador, depois de eleito, me dá uma banana e vai procurar negociar com quem ele depende de verbas para permanecer no poder. Simples assim.

Talvez Duvivier tenha sido econômico: nosso país estaria melhor ainda sem os maus brasileiros que não aprovam o auxílio-reclusão, o kit-gay, a ideologia de gênero, o mensalão, as negociatas com meta-capitalistas, o MST, as FARC, o desarmamento, a liberação do aborto e das drogas, a maioridade penal só aos 18 anos e outras políticas esquerdistas que já estejam sendo implementadas ou que venham a ser.

Confesso que me incluo entre tais pessoas, mas tenho certa dificuldade em admitir minha parcela de culpa sobre coisas em voga de que sou contra. Ora, se eu condeno aqueles que defendem as políticas keynesianistas de endividamento público, porque tenho de me ajoelhar no milho com eles? Se eu condeno a maioridade penal aos 18 anos, devo vestir um suplício porque um assassino de 17 anos e 364 dias de vida matou a sua namorada de apenas 14 anos?

Em sua sanha acusatória - ei, esperem aí, o texto não se propunha a falar de auto-crítica? - o autor menciona um autoproclamado filósofo residente nos Estados Unidos, sem citar seu nome, que justamente por todas estas políticas atualmente em vigor, declarou: "O povo brasileiro é o povo mais covarde, imbecil e subserviente do universo". Eis o líder dos maus brasileiros que não fazem auto-crítica!

O termo que usou, "auto-proclamado", é porque o tal sujeito de quem fala - adivinhem que seja -  tem debatido com os maiores colegas do mundo e proferido palestras em importantes e renomadas instituições privadas e governamentais que nenhum bacharel em filosofia jamais ousou sonhar em participar.

Ora, ora, Sr. Olavo de Carvalho: confesse que andou assando uma picanha...! Quem diria, hein?

Finalmente, não entendi porque o colunista decidiu intitular seu artigo de "Ódio chapa-branca". O termo "chapa-branca" é utilizado para se referir ao que pertence ao estado, ou ao que vem do estado. Estaria ele querendo dizer que nós pertencemos ao estado? Pelo que entendi, chapa-branquista é ele próprio.

 

Foto de Valter Ferreira MarianoKlauber Cristofen Pires - Analista Tributário, formado como bacharel em Ciências Náuticas, e especialista em Direito Tributário. Já exerceu cargo de chefia na Administração Pública Federal em gerência de administração de recursos materiais e humanos e planejamento. Possui vários cursos de gestão, planejamento, orçamento e licitações e contratos. Em 2006 foi condecorado com como Colaborador Emérito do Exército, título concedido pelo Comando Militar da Amazônia. Dedicado ao estudo autoditada da doutrina do liberalismo, especialmente o liberalismo austríaco. Atualmente escreve para sites como o Causa Liberal, Manausonline.com, O Estadual.com, Parlata, Diego Casagrande, e Instituto Liberdade. Também mantém os Blogs Coligados, que reúne cerca de 40 blogueiros de todo o Brasil, e seu próprio blog, Libertatum .

Contato: klauber.pires@gmail.com


Outros Artigos do autor:

 

 

 

Publicidade




   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Classificados
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

ESPORTE
Copa 2014
Campeonato Regional
Academias
EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Windows Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2017