Principal        Turismo        Lazer        Gastronomia        Notícias        Serviços        Esporte        Educação       


Notícias



Construção Civil capacita associadas do Amazonas
Por Press Comunicação Estratégica ,
segunda-feira, 10 de abril de 2017
 
 
 

Especialistas e setor produtivo irão debater as vantagens do BIM, técnica que está mudando a forma de construir com mais produtividade e redução de custos

 

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) realiza no próximo dia 19, o Workshop  Implementação do BIM (BuildingInformationModeling)), no auditório Gilberto Mendes de Azevedo-FIEAM, que tem como objetivo democratizar o conhecimento sobre o tema e oferecer subsídio à implementação da metodologia nas empresas. “Hoje o BIM é a mais importante bandeira da COMAT/CBIC, no que tange a investimento em inovação, com bons resultados já no curto prazo para as construtoras quanto à melhoria da qualidade e produtividade”, ressalta o presidente da COMAT, DionyzioAntonioKlavdianos.

 

Promovido pela CBIC, por meio da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT), e pelo SENAI Nacional, com realização peloSindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM) e Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (ADEMI-AM), o evento terá a participação de lideranças empresariais de entidades associadas, sindicatos da construção e especialistas para debater sobre as vantagens da utilização dos processos BIM na cadeia da construção civil. Os participantes poderão levantar dúvidas, trocar experiências e terão a oportunidade de conhecer os exemplos exitosos de gestão dos projetos apresentados.

 

O BIM é um conjunto de processos e tecnologias baseadas em objetos 3D que, combinados, geram uma metodologia aplicável a todo o ciclo de vida de um empreendimento, desde a concepção de uma ideia de edificação ou instalação passando pelo desenvolvimento do projeto, construção, uso, operação e manutenção.

 

Especialistas e empresários, que acompanham o desenvolvimento de projetos com a utilização do BIM,entendem que o BIMtem rompido paradigmas de produtividade, elevando o patamar de precisão e confiabilidade dos projetos. O presidente da COMAT, Dionyzio Antonio Klavdianos, defende, inclusive, a importância do BIM como estratégia nacional.  “A CBIC entende que a implementação do BIM, enquanto sistema de gestão, deve ser adotado como política nacional para contratação de obras e serviços pelo poder público, o que acarretará ganhos em agilidade, transparência e economia”, afirmou o presidente da COMAT, Dionyzio Antonio Klavdianos.“Os benefícios com o uso do BIM são diretos: ganho de produtividade, redução de custos, precisão de projeções e prazos. Você tem uma melhoria de qualidade, você tem registros de todos os

 

pontos que foram surgindo ao longo do projeto tanto em informações do que fazer, quanto as informações do que não ficou como deveria e o que já foi resolvido, sem precisar ficar usando memória. Você tem isso registrado de forma fotográfica, documentada”, ressalta o executivo da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário-CCDI,Luiz Augusto Iervolino Pereira,que liderou o processo de implantação do BIM e a primeira premiação BIM conferida à CCDI pelo Sinduscon-SP.

 

O Workshop Implementação do BIMcontará com as presenças do presidente da COMAT, DionyzioAntonioKlavdianos; doConsultor BIM, Rogério Suzuki; e dos representantes das empresas desenvolvedoras do BIM, que irão expor as diversas possibilidades de uso do BIM no mercado da construção.

 

“Estamos vivenciando no mundo inteiro o avanço da Modelagem da Informação da Construção (BIM), que consiste em uma nova maneira de se projetar, construir e manter edificações e que gera benefícios para todos os envolvidos”, disse o consultor em BIM, Rogério Suzuki. Para ele, o ritmo da adoção aumenta a cada dia no mercado, mas agrande maioria não iniciou as mudanças. “Para a CBIC, BIM é estratégico para a melhoria da cadeia produtiva como um todo. Pretende-se introduzir os conceitos básicos e discutir maneiras práticas e caminhos de viabilizar a implantação dessa metodologia na realidade de todos os participantes”, destacou.

 

Ganhos de produtividade, redução de custos, precisão na gestão de projetos e prazos e melhoria de qualidade. Requisitos cada vez mais valorizados no disputado mercado da construção civil brasileira. Com a modernização do segmento e a perspectiva de mudanças, a CBIC entende como obrigatório o envolvimento das entidades do setor para dinamização do processo de difusão dessa tecnologia.

 

Para o presidente do Sinduscon-AM, Frank do Carmo Souza, o BIM permite realizar de forma precisa o trinômio: inovação, aumento da produtividade e redução de custos."Precisamos treinar os profissionais da cadeia do setor para que possamos nos utilizar destas vantagens competitivas nos nossos projetos, com orçamentos mais precisos, teremos maior velocidade de execução, melhor controle de etapas da obra, menor desperdício, enfim, conscientiza-los da vantagem da adoção desta ferramenta comprovadamente eficaz", ressalta.

 

O presidente da ADEMI-AM, Romero Reis, entende que o evento BIM poderá mostrar as tendências e rumos que a Construção Civil vai trilhar a curto prazo.
"As empresas, rapidamente, perceberão que adotar o BIM, não será somente cumprir a  exigência, em nível federal, mas trará algo vital para os aderentes desse processo, COMPETITIVIDADE".

 

Como parte do processo de adesão à tecnologia inovadora, a CBIC, no ano passado, tornou disponível à cadeia produtiva a “Coletânea Implementação do BIM para Construtoras e Incorporadoras(http://cbic.org.br/bim/), lançada no âmbito COMAT/CBIC. Assinada por Wilton Silva Catelani, a publicação sobre o BuildingInformationModeling (BIM) é um passo a passo completo para adesão à revolução que está mudando a forma de construir. Dividida em cinco volumes - Fundamentos BIM, Implementação BIM, Colaboração e Integração BIM, Fluxos de Trabalho BIM e Formas de Contratação BIM-, a coletânea foi precedida da publicação 10 Motivos para evoluir com o BIM. Essas ações estão contidas no projeto de disseminação do BIM, iniciativa CBIC/SENAI Nacional.

O líder do Projeto de Disseminação do BIM e diretor técnico da Sinco Engenharia, Paulo Rogério Luongo Sanches, diz que o road show de capacitação BIMtem por objetivo que “as pessoas que comparecerāo ao evento saiam conhecendo a ferramenta e TENDO CAMINHOS CONCRETOS de sua utilizaçāo, podendo se quiserem implantar imediatamente a ferramenta em suas empresas. Esta é a MISSĀO da COMAT/ CBIC, socializar a informaçāo e melhorar tecnicamente as empresas do setor”.

BIM: a revolução no setor da construção

O BIM não é uma tecnologia nova, embora o termo empregado seja ainda relativamente pouco conhecido. Tem sido utilizado em diversos segmentos em que a complexidade logística(ex: uma montagem em alto-mar – offshore, na indústria automobilística ou de aviação), exige maior investimento e precisão no desenvolvimento dos projetos.

Diferentes modelos BIM podem ser desenvolvidos. No BIM, os objetos são paramétricos e inteligentes, detêm informações sobre si próprios, sobre seu relacionamento com outros objetos e oferecem ao usuário a possibilidade da alteração das medidas, dentre outras possibilidades. Os modelos 3D BIM de edificações e instalações são desenvolvidos a partir de objetos virtuais, que correspondem aos componentes previstos e necessários para a futura construção real.

Além das informações que já vêm ‘integradas’ aos objetos virtuais BIM, também é possível inserir e gravar novas informações nos próprios objetos, que funcionam como contêineres de dados ou pastas de arquivo de informações.

Dessa maneira, os softwares BIM operam como grandes gerenciadores de bancos de dados, e oferecem aos usuários diversas formas da visualização e organização dos dados e informações que compõem um modelo BIM; sejam imagens tridimensionais que o usuário pode manipular, girar, dar zoom, ligar e desligar partes e tipos de componentes; sejam tabelas, por exemplo, das quantidades de componentes inseridos num modelo. Há ainda a possibilidade de simulação, por exemplo, de eficiência energética da edificação que está sendo concebida.

Os softwares BIM específicos para o desenvolvimento de modelos autorais (de arquitetura, estruturas, instalações, etc.), já vêm com bibliotecas de objetos que, além de conterem todas as informações sobre sua geometria (tamanhos, espessuras, etc.), também podem discriminar  materiais, o atendimento de Normas e outras informações importantes para a especificação e para o desempenho da construção.

 

Publicidade




   
TURISMO
Agências de Turismo
Artesanato
Bibliotecas
Casas de Câmbio
Consulados
Ficha
Fotos
História
Hospedagem
Igrejas
Informações
Pontos Turísticos
Mapas
Municípios
Museus
Pescaria
Shoppings
Teatros
Zona Franca de Manaus

LAZER
Bares
Casas Noturnas
Cinema
Eventos

GASTRONOMIA
Cafeterias
Café Regional
Churrascarias
Guloseimas
Lanchonetes
Pizzarias
Restaurantes
Sorveterias
SERVIÇOS
Classificados
Cyber Café
Caixas Eletrônicos 24h
Delegacias
Farmácias 24h
Hospitais
Hotspots (wi-fi)
Notícias
Telefones Úteis
Táxi

ESPORTE
Copa 2014
Campeonato Regional
Academias
EDUCAÇÃO
Infantil
Escolas Públicas
Escolas Particulares
Curso Superior
Curso Técnico
Siga nas redes sociais:
Twitter   Facebook   Instagram


No seu bolso:
Download na Apple Store

Download na Windows Store

Download na Google Play

ManausOnline.com
Copyright © 1996-2017